CAMD – AULA 01: O HOMEM DE HOJE E SUA INTERAÇÃO COM A NOVA ORDEM DA INFORMAÇÃO, O PROSUMER

  • AUTHOR: // CATEGORY: Textos

    1 Comment

    Semana passada, conversamos um pouco sobre a sensação de poder, ou seja, a retomada de nossa consciência sobre o domínio que temos que ter sobre as ferramentas que utilizamos (inclusive que estas ferramentas são extensões do nosso intelecto, que não adianta transferir para nossas máquinas as nossas decisões). Agora, falemos um pouco sobre este poder que está sendo democratizado (ou seria massificado, ou anarquizado)?

    Um bom começo para se entender nosso papel enquanto consumidores e produtores de conteúdo é o autor Pierre Levy. Ele classifica nossa era como ‘era das telas’; Ou seja, hoje é impossível viver sem estar conectado pelo menos a uma tela. Mais do que interatividade, ela propicia um interação maior com o mundo que nos cerca. Hoje, podemos nos comunicar com o planeta de forma mais completa, inclusive podemos através de experimentações eletrônicas mostrar produtos e opiniões de forma praticamente anárquica, sem a intervenção ou censura de ninguém (pelo menos nós aqui do Brasil).

    Mais do que isso, podemos ir além do acesso ao conteúdo, mas modificá-lo, criando algo novo, enfim, fazendo parte de vez do ‘mundo dos eleitos’. Se antigamente apenas os monges e alguns poucos letrados tinham acesso a livros, com a invenção da prensa de Gutemberg mais pessoas tiveram acesso, porém, precisavam do aceite dos editores para exporem suas ideias, numa espécie de olimpo dos deuses das artes, da literatura e das práticas como um todo. Apenas os eleitos podiam publicar suas reflexões, relegando a opinião da maioria a uma pequena seção no canto das publicações, chamada de ‘carta dos leitores’. Hoje, os leitores tomam o poder através de blogs, propiciando ao ‘leitor’ a igual capacidade de criar outro blog ‘desmentindo’ o primeiro. Ou seja, acabou o leitor passivo. Só é passivo quem quer, ou melhor, quem prefere continuar assim.

    Vejamos o exemplo abaixo:

    O cadeado Kriptonite e uma caneta BIC: verdade?

    Neste vídeo, o menino nos mostra que consegue abrir com uma caneta Bic o cadeado da bicicleta Kriptonite, uma das marcas (até então) mais respeitadas dos Estados Unidos. A primeira posição da empresa foi negar o feito, e isso gerou uma invasão de vídeos iguais no YouTube com os dizeres “eu também consigo abrir com uma Bic cadeados Kriptonite”. Quando os executivos perceberam o poder daquele consumidor já era tarde: Ninguém queria comprar cadeados daquela empresa, e ela foi obrigado a pedir falência, numa queda de ações vista nos Estados Unidos apenas em 1929 (ano do crash de Nova York).

    Entendeu o seu poder? A isso chamamos de prosumer (consumidor e produtor da notícia), ou seja, temos hoje o poder de intervir diretamente no que nos cerca, inclusive criando outros produtos usando as ferramentas antes indecifráveis para o usuário comum. Hoje criamos vídeos, publicamos textos, criamos músicas, desenhamos e produzimos como ‘eleitos’. e este caminho é irreversível.

    Para terminar, deixo aqui um vídeo emblemático sobre o assunto, ‘Prometeus’. nada melhor do que ele para, assim como Nostradamus, prever nosso futuro enquanto Prosumers. Muito ele acertou, pouco errou, tudo faz sentido de certa forma.

    Prometeus

    Para meus queridos alunos: Postem aqui mesmo suas primeiras impressões, contemplem este vídeo, e depois criem um contraponto com o texto de Pierre Levy sobre GroupWare. O texto está no livro As tecnologias da Inteligência, pg.62 (link Google Books). O prazo máximo para entrega é 04/11/2010. Bons estudos!

COMMENTS

1 Response to CAMD – Aula 01: O homem de hoje e sua interação com a nova ordem da informação, o prosumer

  • Adriano wrote on November 4, 2010 at 10:47 //

    Muito interessante o conceito de Prosumer. Agora já nos dias de hoje temos diversas leis para evitar a criação de monopólios tão grandes como esse demonstrado no vídeo.

LEAVE A REPLY

FILL THE FIELDS TO LEAVE A REPLY. Your email address will not be published.