MOVIECD, O PRIMEIRO FORMATO DESAPARECIDO DA ERA DIGITAL

  • AUTHOR: // CATEGORY: Textos

    No Comments

    No meio da transição entre o VCD e o DVD em 1995, um curioso formato perdeu-se. Trata-se do MovieCD, um disco que só podia ser lido em computadores por ter um codec próprio, o MotionPixels. 

    A criação de Christian Huygen, David Whipple e Darrell Smith era uma tentativa de sair do monopólio do MPEG, e chegou a atrair adeptos, funcionando relativamente bem em um Windows 3.11. O MovieCD prometia transformar o PC em um “central de entretenimento pessoal.” Alardeava a não necessidade de se utilizar o codec MPEG, alegando que tudo o que você precisava estava no CD. O MovieCD rodava a partir um software próprio, e não era necessário outro hardware ou software. 

    Mas o que parecia ser uma engenhosa tática revelou-se desastrosa: uma parca relação de títulos disponíveis para o formato, a obrigatoriedade de assistir somente em um incômodo computador de mesa, e a fraca qualidade da imagem frente ao VCD e posteriormente ao DVD tornaram o MovieCD um completo fracasso. Seus poucos adeptos amargariam ainda o gradativo desaparecimento do formato, pois o MovieCD dependia de um player virtual, e não real para ser executado.
    Este player virtual foi agonizando: primeiro pelas mãos da evolução do sistemas operacionais Windows 95 e Windows 98, e logo em seguida pelo codec que usava, o MotionPixels, que revelou-se pela falta de atualização o pior dos codecs já inventados, sendo ultrapassado por todos os outros. O MotionPixels morreu sem ser comprado por ninguém; ou seja, nada da sua complexa codificação foi indexada por outro codec.
    E por estas razões, o MovieCD é a primeira mídia desta nova história do audiovisual que desapareceu por completo. Seu codec não existe, a página do desenvolvedor e do produto desapareceram, existe parca informação sobre seu catálogo e os poucos filmes que sobraram não podem ser reproduzidos pelos computadores hoje, nem por qualquer outro aparelho reprodutor. Dos filmes em MovieCD sobrou apenas o áudio, a única coisa que (felizmente) não conseguiu ser codificada pelos engenheiros. O primeiro formato de filmes exclusivo para computadores teve um fim extremamente parecido com os formatos de vídeo e películas que já se foram.
    Então, uma pequena mostra do filme que não poderá nunca mais ser visto, apesar de já ter nascido na era digital:
    Ps: Juro que não estou brincando. O exemplo de cima é um vídeo legítimo do MovieCD.

COMMENTS

0 Responses to MovieCD, o primeiro formato desaparecido da era digital

LEAVE A REPLY

FILL THE FIELDS TO LEAVE A REPLY. Your email address will not be published.