COMO CRIAR FONTES

  • AUTHOR: // CATEGORY: Uncategorized

    No Comments


    Todo mundo acredita que seja difícil criar algo. Na verdade, muito disso vem daquela limitação que existia entre a ferramenta e o seu domínio, o que almeja a publicação do seu trabalho e o ‘eleito’. O produto intangível, a mídia mágica, que até hoje desperta fascínio quase como se uma TV por exemplo fosse um olimpo de deuses, inalcançáveis, perfeitos.

    Pois bem, eis que o tempo passa, e cada vez mais surgem ferramentas que desmistificam ofícios dantes impossíveis de se imaginar ao usuário comum. Que o diga Gutemberg quando inventou a prensa (na verdade aprimorou algo que já existia no Oriente 400 anos atrás, mas não vem ao caso). Dentre outras coisas, inventava-se ali o primeiro alfabeto metálico, o primeiro clichê, a primeira família tipográfica. Em 1455, criar tal coisa não deveria ser nem um pouco fácil.

    Bom, estamos em pleno século XXI. Sabia que hoje qualquer um pode criar fontes? E quando digo qualquer um, me refiro a você, pequeno e incauto prosumer. Criei minha primeira fonte em 2001. Naquela época, não sabia vetorizar nada (na verdade, nem sabia o que era isso). Mas queria muito criar uma fonte da minha caligrafia, pois no meu trabalho de chargista, seria esplêndido não ter que desenhar minha letra o tempo todo na arte. Pois bem, pesquisei a respeito, e acabei encontrando na época um programinha que se chamava Font Creator. Desenhei minha letra em uma folha em branco da melhor maneira possível, e fazendo uso de um scanner, levei meus tipos para o PhotoShop. De lá, era Ctrl+C e Ctrl+V em cada uma das letras, colocando-as com carinho nos espaços estabelecidos pelo programa.

    Basicamente, se obedecem três coisas quando se criam fontes:
    Uma identidade, que faça com que uma letra ‘lembre’ a outra numa mesma família de letras – pode ser uma haste, um símbolo que se repete, sua própria caligrafia (que caso não tenha notado, também segue um padrão).
    O segundo é o ajuste da letra na área que consiste em lembrar até onde vai cada letra quando usa CAPS LOCK, até onde vai a haste do ‘h’, até onde vão os acentos, até onde chega a cauda do ‘g’, lembrando que o ‘i’ tem uma área mais fina que ‘o’, e por aí vai.
    A terceira coisa é o ajuste do kerning, ou ‘entreletra’: por exemplo, a relação que o ‘T’ tem com as demais letras, já que elas entram no espaço interno do T (como ‘Ta’, ‘Te’) e não entram no caso de ‘TA’ e ‘TE’ (mas viram como o ‘A’ neste último exemplo ‘entra’ um pouco, devido à sua inclinação, diferente do ‘TE’)? Pois, é são estas sutilezas que fazem uma fonte funcionar ou não.

    Para criar uma fonte hoje, temos vários caminhos a seguir, e quase todos nos ajudam a solucionar quase que automaticamente os problemas relatados acima. Divido estes caminhos da seguinte forma:

    Se Você sabe desenhar sua fonte à mão livre mas não sabe como vetorizar, o site Yourfonts foi feito para você. Baixe o pdf com o clichê, imprima, desenhe sua fonte nos espaços, use um scanner para enviar de volta a folha ao site e depois de pequenos ajustes, a fonte está feita.

    Se você não sabe desenhar à mão livre, uma boa pedida é vetorizar sua fonte do zero ou ‘deformar’ uma fonte já existente. Para isso temos programas como o High Logic FontCreator Pro, que é pago, o FontModify, e inúmeras outras opções freeware e open source. Escolha a que mais lhe agradar. O esquema de todos é bem amigável, te mostra o clichê com os espaços para colocar as letras e pronto. O FontCreator ainda vem com autoajuste e autokerning, mão na roda.

    Mas se você não sabe desenhar à mão livre, muito menos no computador, ainda existe esperança. O site Fontstruct permite que você crie uma fonte a partir de vários ícones e ferramentas que ele disponibiliza gratuitamente, basta se cadastrar.
    Nos três casos, o arquivo final gerado é um ttf (True Type Font). É um arquivo pronto para ser usado no Windows ou no Mac. Instale-o e veja o Word por exemplo trabalhando com sua nova fonte personalizada.

    Abaixo, minha nova fonte, feita no FontCreator Pro em comemoração dos dez anos da minha primeira fonte.



     

    Espero ter ajudado. Divirtam-se!

COMMENTS

0 Responses to Como criar fontes

LEAVE A REPLY

FILL THE FIELDS TO LEAVE A REPLY. Your email address will not be published.